terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Hummm... É Definitivamente Te Amo!!!

Depois de olhar-me nos olhos por talvez um minuto, ele segura-me as mãos, carinhosamente, e pergunta:

— Você me ama, de verdade?

Fico pensando.

E, numa fração de segundo, repito mentalmente o que já lhe dissera milhares e milhares de vezes!!!

­­— Claro que te amo...

Mas esse Te amo vem carregado de sabedoria, sofrimento, dor, felicidade, alegrias, paz... e ai vai!!!
Ou mais especificamente o significado do amor pra mim é permitir sempre; amar é compreender sempre; amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar; amar é respeitar todos os direitos humanos da pessoa amada; amar é jamais ter ciúmes exagerado; amar é não ter medo de perder. Amar é não forçar nada — nem sequer um beijo; amar é não fazer perguntas desnecessárias ou indiscretas — muito menos na hora errada. Amar é deixar fluir a relação em todos os sentidos. Amar é incentivar o vôo livre que o outro possa estar querendo, e às vezes até mesmo empurrá-lo com ternura para o abismo gostoso do desconhecido profundo. Amar é respeitar com devoção e aplaudir com entusiasmo o desejo de saltar que o outro às vezes tem. Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas, todas as escolhas — mesmo que algumas eventualmente me excluam e amar é respeitar o outro acima de tudo e de todos!!

Com tudo, posso afirmar com a mais absoluta certeza: TE AMO...

Um comentário:

Danielle Favero disse...

Re, amei. Muito lindo essa mensagem!
Te adoro, beijos ♥