sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Antes de tudo, que horas são?

O meu relógio está marcando aqui 21h25. É essa a hora certa? Se eu ligar para um amigo agora em Seattle, ele vai me dizer 17h25, em Londres 1h25 da madrugada. Que confusão, eu só quero saber que horas são. Se a resposta foi qualquer hora + 25 minutos, está correta. Tudo depende de onde a resposta está partindo!
Como o mundo inteiro pode se coordenar com essa bagunça de fusos horários, horário de verão cuja regra varia de região pra região, e outras peripécias, como fusos horários de 15 e 30 minutos de separação, etc?
Só quem não tem o que fazer ou tem insônia pode gostar desse troço! Quem trabalha cedo ou mora longe do trabalho (certamente a maioria do povo brasileiro), esse maldito horário de verão só traz problemas!Como se já não bastassem as intempéries naturais dessa malfadada estação: o calor insuportável, com roupas e lençóis empapados de suor, a pele exposta ao sol inclemente, vermelha e ardida, ainda somos obrigados a acordar no escuro, junto com morcegos, em vez de passarinhos! Vários países no mundo possuem horário de verão, por várias razões, principalmente para economizar energia. Não vou entrar no mérito da questão. Os países com governos com algum nível de inteligência possuem regras repetitivas definindo o dia que o horário de verão começa e termina. Não é o caso do Brasil, infelizmente, que nunca teve uma regra, e agora que tem uma, é quase enigmática, baseando-se no calendário lunar. Acredite, não estou brincando! O que muita gente se confunde é que na verdade não existe horário de verão. O que existe é fuso horário de verão. A confusão técnica está em não sabermos quando essa mudança vai acontecer, pois dependia de um canetasso do Presidente.
Resumindo.... Ai... Como detesto esse Horário!!!!!!!!!!!!

Um comentário:

daniel disse...

Reggi

Adorei a visita e fico esperando. às 05h07 em Lisboa adormecida, no horário de Inverno, chegou Sábado passado.
É muito cedo, mas sempre gostei mais da madrugada.
Gostei da tua deambulação por fusos horários. Ler para pensar!
Daniel